‘Torquemada’ dá ao público a chance de “mudar” a história da ditadura do Brasil

No momento em que a Comissão Nacional da Verdade investiga violações de direitos humanos ocorridas nos “anos de chumbo”, os cariocas terão a oportunidade de debater a opressão ocorrida na ditadura militar e seus resquícios na sociedade atual.  

Nesta quinta-feira, 19 de julho, chega ao Rio de Janeiro a peça Torquemada – 17 balas, uma releitura de texto do dramaturgo Augusto Boal sobre a tortura que sofreu no período do regime militar. A apresentação, com entrada franca, estimula o público a sair do papel de espectador para mudar a realidade apresentada.

O espetáculo mistura passado e presente. Mostra que a opressão nos dias de hoje nas periferias é reflexo da impunidade do período da ditadura, resquício também dos tempos de Tomás de Torquemada, o mais cruel inquisidor da Espanha, na Idade Média.

Utilizando técnicas do Teatro Fórum, o grupo oferece ao público a oportunidade de discutir a temática e subir ao palco para apresentar alternativas à história. Além disso, o espetáculo é costurado por músicas compostas coletivamente por integrantes do Grupo de Teatro do Oprimido da Garoa, que trazem também momentos de descontração à apresentação.

Após cada apresentação haverá debate com pessoas e entidades que lutam contra a tortura. Na quinta-feira (19), debaterão Carolina Dias, integrante do Movimento Levante Popular da Juventude e Vitória Grabois, presidente do Tortura Nunca Mais.

Na sexta (20), Marcelo Freixo, deputado estadual e relator da CPI das milícias e a psicanalista Cecília Boal são os convidados. No sábado (21), Vera Vital Brazil, psicóloga do Coletivo RJ Memória encerra o ciclo de debates.

Todas as atividades são gratuitas. Os ingressos para as apresentações do espetáculo devem ser retirados com uma hora de antecedência.

 

Serviço:

Espetáculo: Torquemada – 17 Balas

Apresentações: 19, 20 e 21 de julho

Horário: 20h

Local: Centro de Teatro do Oprimido – Av. Mem de Sá, 31, Lapa, Rio Janeiro

Entrada Franca

Classificação: Maiores de 12 anos

Estacionamento ao lado da Fundição Progresso, na Rua dos Arcos.

Oficina

Data: 22 de julho, das 13h às 18h

Local: Centro de Teatro do Oprimido – Av. Mem de Sá, 31, Lapa, Rio Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *